fbpx

ECP Contas Abertas | março de 2021

Ambiente de transparência para associados, associadas, conselheiros e conselheiras.

 

Março de 2021

O Portal Contas Abertas é mais um compromisso da Diretoria com a integridade e a transparência das informações financeiras a cada fechamento contábil e o canal de comunicação com associados, associadas, conselheiros e conselheiras para a prestação de contas mensal, contemplando a execução orçamentária e os principais desafios presentes no período.

As demonstrações contábeis do exercício de 2020 foram auditadas e o Relatório de Auditoria Independente (Grant Thornton) foi emitido com opinião sem ressalvas em 18 de fevereiro de 2021 e aprovadas pelo parecer do Conselho Fiscal em 22 de fevereiro de 2021. Com isso o saldo inicial da contabilidade de 2021 estão validados e não houve alteração nos balanços apresentados em janeiro de forma prévia.

A pandemia da Covid-19 permaneceu em fevereiro e a crescente curva de contágio e óbitos no início do ano resultaram no retorno a fase vermelha e posteriormente a fase emergencial do Plano São Paulo do Governo do Estado, resultando na suspensão das atividades do Clube a partir do dia 6 de março, com exceção do funcionamento do Jardim de Infância Tia Lucy, classificado como serviço essencial.

 

Orçamento de Custeio e Restaurantes

O principal impacto nas receitas está no adiamento das receitas das atividades esportivas e na receita de restaurantes, com a instabilidade de frequência nos pontos de vendas do Clube. Respeitando os protocolos sanitários e limites de funcionamento para lanchonetes e restaurantes, quedas em ambas as receitas compensadas pela redução das despesas com pessoal e insumos e potencializando o uso dos recursos com responsabilidade.

O comprometimento assumido na previsão orçamentária com a reserva para recomposição do capital de giro e para a recuperação do déficit no resultado de 2019 mensais, estão com os saldos destacados na apresentação da execução orçamentária do primeiro bimestre de 2021, de forma a contribuir com a perenidade do ECP.

Fevereiro Mensal

(em reais)

Orçado Realizado Variação  
CUSTEIO Receita 15.069.128 14.726.645 (342.483) (2%)
Despesa (14.936.489) (12.824.471) 2.112.017 (14%)
Recomposição K Giro (83.333) (83.333) 0%
Resultado 49.306 1.818.840 1.769.534 3.589%
RESTAURANTES Receita 2.681.512 1.694.228 (987.284) (37%)
Despesa (3.377.378) (2.171.880) 1.205.498 (36%)
Resultado (695.866) (477.652) 218.214 (31%)
RESULTADO OPERACIONAL (646.560) 1.341.189 1.987.749 207%
Recuperação Déficit de 2019 (360.250) (360.250) 0%
RESULTADO LÍQUIDO (1.006.810) 980.939 1.987.749 97%

 

O superávit apresentado neste início de ano contribuirá para atingir o equilíbrio ao final do primeiro trimestre, já considerando o período de fechamento do Clube, em março, para atendimento aos protocolos do Plano São Paulo durante a fase vermelha e, posteriormente, a fase emergencial, decretadas pelo Governo do Estado de São Paulo.

 

Acumulado no Bimestre

(em reais)

Orçado Realizado Variação  
CUSTEIO Receita 29.610.918 29.027.654 (583.264) (2%)
Despesa (29.517.868) (24.728.409) 4.789.460 (16%)
Recomposição K Giro (166.667) (166.667) 0%
Resultado (73.617) 4.132.579 4.206.196 5.614%
RESTAURANTES Receita 4.950.843 2.854.879 (2.095.964) (42%)
Despesa (6.639.401) (4.126.573) 2.512.828 (38%)
Resultado (1.688.558) (1.271.695) 416.863 (25%)
RESULTADO OPERACIONAL (1.762.175) 2.860.884 4.623.059 162%
Recuperação Déficit de 2019 (720.500) (720.500) 0%
RESULTADO LÍQUIDO (2.482.675) 2.140.384 4.623.059 86%

A exemplo do enfrentamento da pandemia da Covid-19 no ano passado, a Diretoria mantém a atenção com o planejamento e trabalho para superação durante o período de suspensão, atuando em conformidade com as regras e condutas estabelecidas para que a retomada gradativa das atividades seja realizada respeitando os protocolos e orientações vigentes e oferecidas com excelência de qualidade ao associado, além do zelo com os serviços essenciais do Clube, que estão com o funcionamento autorizado pelos órgãos responsáveis, como o Jardim de Infância Tia Lucy.

Os valores orçamentários e execução das receitas e das despesas por Diretorias de Áreas e por contas contábeis são detalhadas no RAM com os indicadores de desempenho, e no Boletim ECP, em um formato sintetizado acompanhado da posição financeira do caixa do Clube, andamento das obras e comentários sobre os principais projetos e iniciativas ocorridas no mês.

Estes documentos são disponíveis no site do Clube e atualizados mensalmente após a reunião da Diretoria.
(https://www.ecp.org.br/institucional/o-clube/governanca/2021-2/).

 

Orçamento de Investimento

A gestão do patrimônio do Clube continua com as obras e reformas do Edifício do Tênis e da Pista de Skate em andamento, e inicia os projetos das obras aprovadas na 713ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo (CD), em 22 de fevereiro de 2021, intervenções físicas de acordo com o direcionamento estratégico do Plano Diretor de Desenvolvimento (PDD).

Relacionamos as obras e os valores previstos aprovados pelo CD.

(em reais)    
Projeto Resolução Valor aprovado
Modernização do elevador do prédio do CCR CD 12/20 340.000
Modernização do elevador da Sede Social CD 13/20 350.000
Nova escada interna na Lanchonete Alameda CD 05/21 62.557
Adequação do Edifício do Centro Administrativo CD 11/20 1.758.000
Nova iluminação LED nas quadras de Tênis CD 18/20 678.719
Reforma do sanitário Infantil – Parquinho CD 02/21 58.623
Criação da Praça Boulevard da Sede Social CD 03/21 142.849
Total aprovado   3.390.748

O Fundo Especial de Investimento dispõe de R$ 44,31 milhões ao final de fevereiro de 2021, conforme movimentação apresentada.

 

(em reais)

 
Saldo inicial em 31/12/2020 42.267.143
   
Edital e transferência de títulos sociais 3.648.008
Rendimentos financeiros 96.155
Entrada 3.744.163
Imobilizado (móveis, máquinas, equipamentos esportivos) (144.858)
Programa de TI, equipamentos e instalações (50.516)
Obras e reformas (1.506.764)
Saída (1.702.138)
   
Movimentação financeira líquida 2.042.025
   
Saldo final em 28/02/2021 44.309.168

O saldo do Fundo Especial de Investimento apresentado acima contempla a previsão dos recebimentos em vendas de títulos sociais em Edital e dos valores a receber das taxas de transferência de títulos sociais, e sem o desconto dos pagamentos antecipados a fornecedores.

 

(em reais) 28/02/2021
Disponível em aplicação financeira 35.507.942
Adiantamento a fornecedores 260.164
Venda de títulos em edital e taxas de transferências a receber 8.541.062
Total Fundo Especial de Investimento 44.309.168

 

Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é um instrumento de gestão financeira que reconhece todas as entradas e as saídas de recursos financeiros da instituição, permitindo uma real avaliação do desempenho passado e projetado para um período futuro.

Com esse instrumento, é possível verificar e comparar a saúde financeira da instituição. Aplicado em um projeto específico, permite a análise e respostas claras sobre as possibilidades de sucesso do investimento.

No Clube permite tomar decisões que envolvem aplicações financeiras e, em situações muito específicas, a necessidade de recursos extraordinários como transferências de recursos disponíveis em outros fundos.

Como o orçamento corrente pressupõe o equilíbrio ao final de cada exercício, é importante administrar os valores pagos pelos associados de forma antecipada, como o pagamento da anuidade da contribuição social ou o pagamento de temporadas de atividades esportivas, para que o fluxo de receitas e despesas se mantenha equilibrado.

O quadro abaixo resume as informações sobre o fluxo de caixa do Clube no primeiro bimestre de 2020, Custeio e Restaurantes, de forma comparativa ao orçado para o período.

Movimentação 1º. Bimestre 2021    
(em reais) Orçado Realizado Diferença
SALDO INICIAL 205 7.925 7.720 3.773%
         
Contribuições sociais e Jardim de Infância 42.520 46.517 3.996 9,4%
Taxas esportivas 4.577 4.160 (417) (9,1%)
Restaurantes e Lanchonetes 4.951 2.682 (2.269) (45,8%)
Outras receitas 3.044 2.360 (684) (22,5%)
Receitas financeiras 35 52 17 47,4%
TOTAL RECEITAS 55.127 55.770 643 1,2%
         
Pessoal (17.032) (14.011) 3.021 (17,7%)
Serviços contratados e terceiros (6.503) (4.660) 1.843 (28,3%)
Atletas (2.214) (1.509) 705 (31,8%)
Consumo de mercadorias e materiais (4.726) (4.126) 599 (12,7%)
Outros custos (5.159) (4.303) 856 (16,6%)
Despesas contingências passivas (845) (26) 819 (96,9%)
TOTAL DESPESAS (36.479) (28.634) 7.844 (365,0%)
         
SALDO FINAL 18.853 35.061 16.207 86,0%

 Abaixo as informações relativas as movimentações de caixa do Fundo Especial de Investimento e do Fundo de Emergência durante o primeiro bimestre de 2021.

Movimentação 1º. Bimestre 2021    
(em reais) Orçado Realizado Diferença
SALDO INICIAL 29.095 34.272 5.177 17,8%
         
Títulos e Taxas de Transferências 1.541 2.773 1.232 79,9%
Outras receitas            – 10 10
Receitas financeiras 91 96 6 6,2%
TOTAL RECEITAS 1.632 2.879 1.247 76,4%
         
Obras, Instalações e Equipamentos (8.220) (1.643) 6.577 (80,0%)
TOTAL DESPESAS (8.220) (1.643) 6.577 (80,0%)
         
SALDO FINAL 22.507 35.508 13.001 57,8%

 

Fundo de Emergência    
(em reais) Orçado Realizado Diferença
SALDO em 28/02/2021 3.483 3.471 (12) (0,3%)

Considerando as informações relativas as movimentações dos saldos de caixa do Custeio e Restaurantes, Fundo Especial de Investimento e do Fundo de Emergência apresentadas nos três quadros anteriores verifica-se que o saldo das disponibilidades de caixa ao final do primeiro bimestre de 2021 superou em 65% o saldo previsto para esse período.

 

Disponibilidade de caixa total do Clube (Custeio, Restaurantes, Investimentos, Fundo Emergencial)

     
(em reais) Orçado Realizado Diferença
SALDO em 28/02/2021 44.843 74.039 29.196 65,1%

 

Taxa de Inadimplência

A taxa de inadimplência das contribuições sociais de fevereiro foi 8,03% para a data base final, que considera o último dia do mês, uma melhora em relação a taxa de janeiro de 8,99%.

Até o dia 11 de março a taxa de inadimplência de fevereiro baixou para 6,19%, refletindo as ações de rotina do programa de cobranças em conjunto com a Central de Atendimento (CAT), a cada mês.

Para efeito de comparação, a taxa média de inadimplência do exercício de 2020 foi 10,42%, e a inadimplência dos valores que estão em aberto referente ao exercício passado hoje representam a taxa de 0,85%.