fbpx

Entre treinos, competições e a vida de mãe

Muitas mamães sabem o quanto corrido conciliar a rotina profissional com a maternidade. Imagina então ser uma triatleta e ter que se dividir entre treinos, competições e a vida materna? Esta é a realidade de Beatriz Neres, que há pouco mais de um ano, não é só triatleta mas também é mãe da Bella.

Modalidade esportiva que combina, de forma sequencial e sem interrupção, provas de Natação, Ciclismo e Corrida, o Triatlo exige de seus praticantes muita resistência, foco e determinação, características que também são bem-vindas no dia-a-dia entre mães e filhos. Talvez seja por isso que, desde que Bia virou mãe, não só tem tirado de letra a maternidade, como tem tido um histórico de bons resultados.

Três meses após o nascimento de sua filha, a triatleta do Pinheiros já estava na ativa competindo o PanAmericaCup, em Buenos Aires. Desde então, não parou mais. Só este ano a Bia já subiu no pódio quatro vezes!

De 2012, quando iniciou a carreira, até hoje, ela já teve quatro passagens pela seleção brasileira e atualmente voltou a fazer parte dela, com o objetivo representar o País nos Jogos Olímpicos de 2020, sonho do qual esteve bem próxima nos Jogos do Rio de Janeiro, mas que teve que ser adiado devido a descoberta da gravidez.

“Estava me preparando para os Jogos do Rio e não esperava ficar grávida, foi um susto. Mas depois que você descobre o que é ser mãe, não tem preço”, comenta a triatleta.

Acostumada a acompanhar algumas provas da mãe sempre que possível, a pequena Bella ainda serve com incentivo. “Quando eu estou me aproximando da linha de chegada e vejo ela, sei que ela não esta entendendo nada, mas para mim é muito importante e me dá mais energia”.

Bia é um exemplo que é possível conciliar a maternidade com qualquer outra atividade e o fato de ser mãe não é um impeditivo, pelo contrário: é algo que pode lhe dar ainda mais forças. “Criamos os nossos filhos para o mundo, então não podemos deixar de viver a nossa vida também. Temos que ensinar para eles os nossos valores e continuar também tendo os nossos”, completa.