Com recordes pessoais e melhores marcas do Mundo, atletismo pinheirense se destaca

Em ritmo de Jogos Pan-americanos e ano pré-olímpico, o atletismo do Esporte Clube Pinheiros segue focado em obter índices para o Pan de Lima e o Mundial Doha, que são as duas principais competições do ano para a modalidade, além de já irem pensando nas Olimpíadas de Tóquio 2020. O último final de semana foi marcado por vitórias e importantes marcas para alguns atletas que seguem em training campings no exterior.

Ederson Vilela, que atualmente é um dos principais nomes nacionais das provas de 5.000 e 10.000m, competiu o 61º Anual Mt Sac Relays, no El Camino College, em Torrence, Califórnia (EUA) e não só foi o campeão, como obteve o seu recorde pessoal nos 10.000m, com o tempo de 28:32.69 obtendo também o índice necessário para os Jogos Pan-Americanos (29:50.00). O atleta conta que teve um imprevisto logo no início da prova e que até a metade dela não teve o desempenho desejado, mas já nos últimos km’s conseguiu reverter a situação.

“Com mais de 40 atletas largando juntos seria difícil não haver nenhum esbarrão ou coisa do tipo. Logo na primeira volta fui pisado no calcanhar esquerdo e na hora senti que havia machucado, mas continuei na batalha com dores e passando algumas voltas o local se aqueceu e tudo estava normal. Tivemos uma passagem considerada lenta nos primeiros 5.000 metros, com 14:25 e dali em diante o ritmo começou a crescer progressivamente, até alcançarmos o último km e mais precisamente os últimos 200 metros de prova, foi onde eu consegui arrancar para a vitória e estabelecer minha melhor marca pessoal. Foi a primeira vez que participei de uma prova de 10.000m fora do Brasil, fiquei feliz pelo resultado e sei que ainda posso mais”, comemora Ederson.

Nos 5.000m, Altobeli Silva ficou com a sétima posição, com o tempo de 13:36.85, também obtendo o índice necessário para o Pan de Lima. Outra vitória brasileira veio com Eliane Martins, no salto em distância, com 6,66 m (0.0) e Gabriel Constantino foi o segundo nos 110 m com barreiras, com o tempo de 13:57, ambos já possuíam índices para o Pan e ratificaram.

Nas provas de velocidade, Paulo André foi destaque novamente, vencendo as duas provas que disputou: nos 100m com a marca de 10.21 e nos 200m com 20.30. Ele já tinha vindo de uma outra vitória no Meeting de Azuza, também na Califórnia, onde seu tempo nos 100m foi ainda melhor: 10:02 a melhor marca de sua carreia, que ele já havia feito no Troféu Brasil do ano passado e que é a segunda melhor marca do Mundo em 2019.

Eu tive a oportunidade de encaixar um 10.02 nos 100m, foi muito boa prova e fiquei muito feliz. Creio que aos poucos eu vou encaixando para estar bem no Mundial e Pan e representar bem o Brasil”, comemora o velocista.

Entre os mais jovens, Alison Santos tem se destacado, ele bateu o recorde sul-americano sub-20 dos 400 m com barreiras (49.48), no Bryan Clay Invitational, na sexta-feira (19), ficou com o terceiro lugar na mesma prova (50.06) no Mt. Sac Ralays.

Confira todos os resultados pinheirenses neste último final de semana:

 

Bryan Clay Invitational, em Azuza, Califórnia (19/04)

Paulo André – campeão dos 100m (10.02)

Jorge Henrique Vides – 3º lugar dos 100m (10.33)

Gabriel Constantino de Oliveira – campeão dos 110 m com barreiras (13.77)

Geisa Coutinho – campeã dos 400 m (52.40)

Alison Brendom Alves dos Santos – campeão dos 400m com barreiras (49.48)

Allan Wolski – 3º lugar no lançamento do martelo (73,33 m)

 

Mt Sac Relays, no El Camino College, em Torrence, Califórnia (19 e 20/04)

Ederson Pereira – campeã dos 10.000 m (28:32.69)

Paulo André – campeão dos 100m (10.21) e campeão dos 200m (20.30)

Eliane Martins – campeã no salto em distância (6,66 m)

Gabriel Constantino – 2º lugar nos 110 m com barreiras (13:57)

Allan Wolski – 7º lugar no lançamento do martelo (73.51 m)

Fraciela Krazucki – 5º lugar compondo o revezamento 4×100 m (44.69)

Maria Aparecida Ferraz – personal Best nos 10.000m (34:14.00)