Pinheiros no Jogo das Estrelas do NBB: fábrica de armadores

LIE 01

Clube paulista formou três armadores da equipe Novas Estrelas, a ser comandada pelo técnico David Pelosini no próximo sábado (20/3) no Tijuca Tênis Clube (RJ).

A máquina pinheirense de fabricar armadores poderá ser conferida no Jogo das Estrelas do NBB neste sábado (20) às 16h no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, ao vivo na TV Cultura e ESPN. Neste ano, o desafio contará com quatro equipes, uma delas é a Novas Estrelas, formada pelos jovens talentos do NBB, sob comando do técnico do Pinheiros David Pelosini, atual bicampeão da LDB – Liga de Desenvolvimento do Basquete.

O outro pinheirense do time é o armador Gabriel Campos, de 19 anos, que estará ao lado de Georginho (São Paulo) e Felipe Ruivo (Paulistano), ambos da mesma posição e também formados por Pelosini no Esporte Clube Pinheiros. Além dos três jovens, o NBB tem outros três armadores iniciados na base do clube azul e preto: Elinho (Sesi Franca), Davi Rosseto (Minas Tênis) e Pedro Rava (Brasília).

Georginho foi campeão da LDB com Pelosini pelo Pinheiros em 2015. O clube voltou a vencer a competição nacional em 2018 com Ruivo e em 2019 com Gabriel. “Tenho afinidade com a posição porque joguei como armador e posso contribuir de forma mais direta com esses atletas, responsáveis pela organização do jogo. O Gabriel é nossa nova joia e tem tudo para atingir patamares muito elevados”, prevê Pelosini.

Georginho, capitão do time das Novas Estrelas e “Top 3” do NBB em assistências e rebotes, permaneceu no Pinheiros dos 17 aos 20 anos. “Investi no Georginho porque vi um atleta diferenciado. As pessoas questionavam, por que um armador com 1m97? Mas eu enxergava nele um grande potencial para a posição”, enfatiza o treinador pinheirense.

“Ruivo chegou ao Pinheiros com 16 anos. Conversamos muito para que ele se aprimorasse em organizar o jogo. A Característica dele era entrar na quadra e partir com tudo para a cesta. Evoluiu rapidamente para se tornar um grande jogador”, avalia Pelosini em seu primeiro ano de NBB como técnico da equipe principal do Pinheiros.

Que venha o Mundo – Dirigir um time jovem diante de adversários experientes no Jogo das Estrelas não é motivo de preocupação para Pelosini. “Vamos enfrentar de cara o NBB Mundo e iremos para cima. Em dez minutos tudo pode acontecer. Optaremos por um jogo corrido, de muita transição para surpreendermos os gringos”, afirma o treinador especializado em revelar talentos.

A experiência também será inédita para Gabi Campos, cestinha do Pinheiros em vários jogos do NBB. “Quando cheguei ao clube, logo no primeiro treino o David elogiou minha postura. O apoio dele me deixa cada vez mais confiante. Entro na quadra seguro e me sinto à vontade nos jogos”, relata Gabriel.
“É um momento especial. Desde criança eu sonhava com o Jogo das Estrelas e agora chegou a oportunidade. Não vejo a hora de entrar na quadra. Nosso elenco é ótimo. Vamos curtir essa grande festa do basquete e nos divertir ao lado dos amigos e das estrelas do NBB”. Gabriel participará do festival dos três pontos, na sexta-feira (19) às 19h, também ao vivo na TV Cultura e ESPN. Haverá ainda, os festivais de habilidades e de enterradas.

Jogo das Estrelas – Sábado (20/3, 16h) – Tijuca Tênis Clube (RJ)
1º Período – NBB Brasil (Alex Garcia) x NBB Brasil (Marquinhos)
2º Período – NBB Mundo (Shamell) x Novas Estrelas (Georginho)
3º Período – Disputa de 3º lugar (entre os perdedores)
4º Período – Final (entre os vencedores)

 

 

 

 


LIE 01