Pinheiros é 100% no pódio no Pan-Americano de Judô

LIE 01

Clube paulista teve sete atletas convocados pela Confederação Brasileira; os sete retornaram de Guadalajara com suas respectivas medalhas  

São Paulo (SP) – Os judocas pinheirenses brilharam no Campeonato Pan-Americano Sênior de Judô em Guadalajara, no México. Os sete atletas do Esporte Clube Pinheiros na delegação brasileira conquistaram medalha, com 100% de aproveitamento em relação ao pódio. Foram cinco medalhas de ouro e duas de prata, com o Brasil campeão geral da competição.

Conquistaram o ouro: Larissa Pimenta (52 kg), Ellen Santana (70 kg), Beatriz de Souza (78 kg), Willian Souza e Lima (66 kg) e Rafael Silva, o Baby, (+100 kg). As judocas Gabriela Chibana (48 kg) e Ketelyn Nascimento (57 Kg), trouxeram a medalha de prata. A competição teve status de Grand Prix, com 700 pontos para os campeões no ranking da Federação Internacional de Judô, aproximando os pinheirenses da vaga olímpica para Tóquio.

O sensei Sergio Baldijão, supervisor técnico especial de judô no Pinheiros, destaca a brilhante campanha dos atletas do clube. “O grau de dificuldade do Pan não é tão elevado como o de um Mundial ou Grand Slam, mas é extraordinário levar sete atletas e retornar com sete medalhas. As duas pratas foram definidas apenas no golden score e na punição, de forma muito subjetiva. Poderiam ser sete ouros, mas está ótimo”.

Baldijão considera que o Pan-Americano impulsionou ainda mais os judocas do Pinheiros rumo aos Jogos de Tóquio. “Na final dos pesados, Baby derrotou, David Moura (Reação-RJ) que havia sido campeão no último Pan, e deu um passo enorme para sua terceira olimpíada. Gabriela e Larissa estão muito bem no ranking, assim como Eric Takabatake, que não competiu em Guadalajara”. Baldijão destaca ainda a saudável disputa interna entre Suelen Altherman e Beatriz Souza na disputa da vaga olímpica na categoria pesado.

Técnicos que fazem a diferença – O sensei pinheirense atribui a evolução dos judocas do clube aos dois experientes treinadores. “Thiago Camilo e Leandro Guilheiro são referências mundiais no judô, sempre são convidados para dar palestras, inclusive pela Federação Internacional. Há pouco tempo ainda estavam competindo, por isso entendem mais as necessidades dos atletas, têm mais afinidade com eles”.

Camilo e Guilheiro têm no currículo duas medalhas olímpicas cada, além de títulos mundiais e em Jogos Pan-Americanos. “O apoio e a motivação que eles passam aos judocas do sub-21 e do sênior promovem o crescimento da modalidade no clube. Estão ajudando a controlar a ansiedade, o que é fundamental no alto rendimento, principalmente às vésperas de uma Olimpíada”, define Baldijão.

Estreante em continentais adultos, Ellen Santana, que vinha de um quinto lugar no Grand Slam de Tashkent, no Uzbequistão, vê o ouro no Pan como motivação para as próximas etapas. “Com esta primeira medalha, eu sinto que ainda tem muito por vir, muito para construir e isso me puxa para frente. Carrego esse resultado como bagagem para encarar os próximos desafios, buscando o melhor desempenho possível”, afirma a pinheirense.

As próximas etapas do Circuito Mundial até os Jogos Olímpicos são o Grand Slam de Kazan, na Rússia, em maio, e o Campeonato Mundial de Budapeste, em junho, na Hungria, fechando o ranking olímpico da Federação Internacional de Judô para Tóquio.

Tradição azul e preta – O Judô do Pinheiros já conquistou quatro medalhas olímpicas. A primeira foi de Douglas Vieira, prata nos Jogos de Los Angeles (1984). Depois vieram, Leandro Guilheiro e Rafael Silva, o Baby, ambos em Pequim (2008), com Baby repetindo a façanha nos Jogos Rio 2016. O Pinheiros é também o atual campeão da Copa Brasil Interclubes.

 

No Pinheiros, a modalidade tem como parceiros, Unilever, Bradesco, Unip – Universidade Paulista, Performance Nutrition, CBC – Comitê Brasileiro de Clubes, LIE – Lei de Incentivo ao Esporte, Secretaria Especial do Esporte e Ministério da Cidadania do Governo Federal.

Medalhistas brasileiros no Pan de Guadalajara

Ouro

Larissa Pimenta (52kg) – ECP

Willian Lima (66kg) – ECP

Ketleyn Quadros (63kg)

Ellen Santana (70kg) – ECP

Beatriz Souza (+78kg) – ECP

Guilherme Schimidt (81kg)

Rafael Silva Baby (+100kg) – ECP

 

Prata

Gabriela Chibana (48kg) – ECP

Ketelyn Nascimento (57kg) – ECP

Rafael Macedo (90kg)

David Moura (+100kg)

 

Bronze

Nathália Brígida (48kg)

Jéssica Pereira (57kg)

Leonardo Gonçalves (100kg)

 

Fotos: Vanessa Zambotti/CPJ


LIE 01