No retorno de Dikembe, Pinheiros vence rival direto no NBB

Com o apoio da Torcida Azul e Preta, Pinheiros, em oitavo lugar, superou o décimo colocado Pato Basquete (PR) neste sábado (2/4)

 

São Paulo (SP) – O Pinheiros conquistou uma vitória que pode favorecer o posicionamento rumo ao playoff do NBB 2021/22. No duelo entre rivais diretos, venceu o Pato Basquete por 82 a 69 neste sábado (2/4) no Poliesportivo Henrique Villaboim. Recuperado de ruptura no tendão do tornozelo, o pivô Dikembe retornou à equipe após dois meses de tratamento e foi decisivo. Ficou 33 minutos na quadra e saiu com um duplo-duplo (24/17), a exemplo de Gui Abreu (20/11).

Há apenas quatro rodadas do encerramento da fase de classificação, cada vitória pinheirense ganha importância redobrada. Mantendo-se até a atual oitava colocação, o Pinheiros terá a vantagem no mando de jogo na série melhor de três no playoff que antecede as quartas de final. O próximo jogo será nesta segunda-feira (4/4) às 20h contra o Corinthians no Parque São Jorge com transmissão pelo YouTube.

O pivô pinheirense comemorou o retorno à quadra. “Eu me preparei muito nesses dois meses, com sessões intensas de musculação. Eu estava ansioso para voltar, com vontade acumulada para jogar. Ainda bem que deu tudo certo. Agora é partir para cima, pensando nas rodadas finais que antecedem o playoff”, enalteceu Dikembe.

O ala Gui Abreu também se destacou na vitória pinheirense. “A maturidade vem a partir do momento que identificamos nossas virtudes e defeitos. Coletivamente, foi fundamental rodarmos o time todo no último quarto para conquistarmos a vitória. Em seguida enfrentaremos o Corinthians, um time muito difícil de vencer. Vamos descansar no domingo para fazermos mais um jogo bom, lá também”, analisou Gui Abreu.

O jogo foi equilibrado. O Pinheiros passou praticamente todo o primeiro quarto em desvantagem, mas a virada veio antes do intervalo (37 a 34). No terceiro quarto o Pinheiros chegou a abrir nove pontos, cedeu o empate e terminou dois à frente: 58 a 56. O Pinheiros conseguiu controlar o jogo e ampliar a vantagem no último quarto para chegar à 13ª vitória no NBB.

O técnico David Pelosini levou o Pinheiros à quadra com Gabriel, Buffat, Jefferson, Coleman e Gui Abreu. Também jogaram, Dikembe, Deryk, Sena e Maicon. No Pato, o treinador André Luiz Barbosa optou por começar com Leal, Bolivar, Paulichi, Scheuer e Gemadinha. Entraram ainda, Augusto, Aquiles, Matheusinho e Maciel. Bolivar foi o cestinha da equipe paranaense com 16 pontos.

 

Fotos: João Raposo/ECP