fbpx

Judoca pinheirense garante medalha na estreia do Brasil em competições neste ano

Na última quinta-feira (23), judocas pinheirenses fizeram a estreia no Grand Prix de Tel Aviv, foi a primeira competição do ano e distribuiu até 700 pontos no ranking classificatório para Tóquio 2020, o Grand Prix foi até sábado (25).

Tivemos sete atletas pinheirenses convocados para a competição e no segundo dia Eduardo Yudy (81kg) conquistou a medalha de bronze, segunda do país na competição, e faturou 350 pontos no ranking internacional da FIJ, essenciais para a corrida olímpica.

Yudy venceu suas três primeiras lutas por ippon. Bateu, em sequência, Aristos Michael (CYP), na primeira rodada; Adrian Gandia (PUR), na segunda rodada; e Anri Egutidze (POR), desclassificado por um movimento proibido que colocaria a integridade física de Yudy em risco. Nas quartas, o brasileiro encarou o cabeça-de-chave Aslan Lappinagov (RUS). Yudy começou bem na luta, arriscando golpes, mas acabou sendo surpreendido num contra-ataque do russo, que marcou o ippon e mandou o brasileiro para a repescagem.

Contra Sungho Lee (KOR), Yudy soube aproveitar as oportunidades e venceu por ippon com pouco mais de um minuto de luta, garantindo vaga na disputa do bronze contra Dominic Ressel (GER). Na decisão da medalha, o pinheirense impôs seu jogo agressivo diante do alemão e venceu com ippon plástico em 40 segundos, conquistando o bronze do Grand Prix de Tel Aviv.

“Os treinamentos me ajudaram muito para chegar bem e focado na competição. Normalmente eu fico no fuso horário e acabo me desconcentrando. Mas, este longo tempo na Europa me ajudou a chegar bem e fazer meu jogo”, disse Yudy.

 

Foto: Divulgação/CBJ