fbpx

Informativo Quinzenal – 16/11

A pedagogia do amor

 Roberto Crema – Antropólogo e psicólogo

Religar conhecimento ao amor é o mais instigante desafio do momento. É esta a metavirtude que precisa orientar nossa sofisticada tecnociência. Como afirmou um sábio, o amor é a tecnologia mais sofisticada de todos os universos!… Sem amor não é possível reinventar e reencantar nenhum mundo, nenhuma sala de aula… Nós precisamos da pedagogia do amor, porque esta é a primeira e a derradeira lição de uma escola transdisciplinar holística da existência. Somente no dia em que aprendermos a amar total e incondicionalmente é que receberemos um certificado de humanidade plena. Esta é a Utopia Humana e estamos aqui para fazê-la florescer…

Não é difícil constatar que o desencantamento do mundo se deu através da desconexão com esta fonte de Vida, sobre a qual Teilhard de Chardin afirmava: “Quando os seres humanos domarem as ondas, os ventos, as tempestades, os furacões, quem sabe não dominarão, também, as forças amor? Então, pela segunda vez na história da humanidade, teremos inventado o fogo!”

Aprender a conhecer e a fazer de forma integrada, através da experiência viva e com discernimento continua sendo uma arte a ser devidamente aplicada e aperfeiçoada. Para tal, necessitamos de uma escola do Olhar, pois a visão é a véspera do conhecimento. Abrir o olhar para si, para o outro, para o Universo e o Totalmente Outro, eis uma lição fundamental. Um olhar fluídico, que não fica paralisado num único alvo, capaz de acompanhar a dança do agora. Mudar o mundo é mudar o modo de olhar. Necessitamos, também, de uma escola da Escuta. Escutar antecede compreender. Precisamos transcender esta crise absurda, esta surdez diante dos alaridos e canções da realidade.

Aos 15 anos, orientei meu coração para aprender. Aos 30, plantei meus pés firmemente no chão. Aos 40, não mais sofria de perplexidade. Aos 50, eu sabia quais eram os preceitos do Céu. Aos 60, eu os ouvia com os ouvidos dóceis. Aos 70, eu podia seguir as indicações do meu próprio coração, porque o que eu desejava não mais excedia as fronteiras da Justiça.

Quando orientamos o coração para aprender? Não apenas para conhecer o mundo exterior e para, nele, atuar. Sobretudo para aprender a estar no mundo, navegar o encontro e florescer como seres humanos. Para tomar consciência do fio de ligação que conecta todos os nossos passos e todos os eventos no qual habitamos. Como afirmou o estadista Václav Havel, a educação, hoje, é a capacidade de perceber as conexões ocultas entre os fenômenos.

Jornal Corpo Mente

 

Ações mantidas no Jardim de Infância:

 Desinfecção de todas as salas diariamente e pulverização com solução aquosa de ozônio às 7h00 e às 12h00

 Desinfecção de todos os brinquedos utilizados pelas crianças

 Uso de máscaras e protetores faciais por toda equipe da escola

 Acolhimento das crianças e famílias, mantendo os horários e quantidade de crianças já determinados

 Continuamos cumprindo as determinações da Diretoria Regional de receber 20% do total de crianças por período

 Aguardamos o próximo pronunciamento da Prefeitura de São Paulo. Caso haja novas determinações da Diretoria Regional informaremos

 As reuniões de pais serão online e acontecerão na semana de 30/11 a 04/12. As professoras enviarão os horários e links.

 A partir de 16/11 teremos algumas mudanças nos horários dos encontros presenciais e online, que deverão manter-se até 11/12, salvo alguma nova determinação da DRE.

 O último dia letivo será 17/12

 

Com carinho, cuidado e um olhar positivo para o futuro

Regina e Renata