fbpx

Fluxo de Caixa | Outubro

O fluxo de caixa é um instrumento de gestão financeira que reconhece todas as entradas e as saídas de recursos financeiros da instituição, permitindo uma real avaliação do desempenho passado e projetado para um período futuro.

Com esse instrumento, podemos verificar e comparar a saúde financeira da instituição.  Aplicado em um projeto específico, permite a análise e respostas claras sobre as possibilidades de sucesso do investimento.

No Clube, permite tomar decisões que envolvem aplicações financeiras e, em situações muito específicas, a necessidade de recursos extraordinários como transferências de recursos disponíveis em outros fundos.

Como o orçamento corrente pressupõe o equilíbrio ao final de cada exercício, é importante administrar os valores pagos pelos associados de forma antecipada, como o pagamento da anuidade da contribuição social ou o pagamento de temporadas de atividades esportivas, para que o fluxo de receitas e despesas se mantenha equilibrado.

Durante a pandemia da COVID-19, o fluxo de caixa originalmente previsto em todas as instituições – e no Clube não foi diferente – sofreu um impacto significativo. Apresentamos a seguir algumas informações que permitem avaliar como a Diretoria tem atuado na gestão financeira desta crise.

O quadro abaixo resume as informações sobre o fluxo de caixa do Clube no final do mês de agosto, de forma comparativa com o mesmo período do ano anterior.

A seguir comentamos os grupos que compõem nossas receitas e despesas.

SALDO INICIAL

Como é possível observar, em 2020 o Clube iniciou o ano com um saldo ligeiramente inferior à 2019, resultado do pagamento menor de anuidades no mês de dezembro.

 

RECEITAS

Como resultado do período de suspensão de atividades, todas as receitas do Clube foram reduzidas. Em comparação com 2019, a perda de receitas já atinge R$ 46 milhões, 26% de redução.

As receitas projetadas para os meses de outubro a dezembro ainda apontam uma perda relativa da ordem de 30%, acompanhando o perfil de uso do associado com a retomada de nossas atividades.

 

DESPESAS

Já do ponto de vista das despesas, a redução acumulada no período foi de R$ 42 milhões, 27% em relação a 2019, resultado do conjunto de ações que já foram detalhadas nos comunicados do Comitê ECP Contingências. O ritmo de recuperação das receitas impõe a continuidade dessas medidas compensatórias em nossas despesas, com manutenção da redução de carga horária de parte do quadro de funcionários e renegociação dos contratos.

 

SALDO ATUAL

O saldo do fluxo de caixa está R$ 4,7 milhões abaixo do que no mesmo período em 2019.

Nos próximos meses, outubro a dezembro, o saldo do fluxo de caixa refletirá os efeitos da progressiva retomada das atividades e, portanto, das receitas e despesas correspondentes.

O monitoramento sobre o saldo fornecerá informações necessárias para a Diretoria exercer as medidas de contenção de despesas correspondentes e, caso necessário, a obtenção de recursos adicionais ao orçamento corrente, a fim de atingir o equilíbrio financeiro.