fbpx

Jardim de Infância Tia Lucy | 75 anos

Há setenta e cinco anos atrás um sonho se tornava realidade…

O ano era 1945 e um dos Clubes que construiu a sua história pautado principalmente pelos seus grandes feitos esportivos, sendo considerado hoje um dos maiores da América Latina, escrevia mais uma de suas páginas, mas desta vez conduzido pela educação.

Henrique Villaboim, então Presidente, Theo Dureto Souto e João Paulo de Arruda, Diretores Sociais, Edmundo de Carvalho, diretor do Departamento de Educação Física do Estado de São Paulo e Lucy de Araujo Lima Delduque,  diretora e professora, deram início a um grande projeto, a primeira Escola de Educação Infantil do Esporte Clube Pinheiros – dedicada às crianças de 4 a 6 anos – o Jardim de Infância Tia Lucy.

 

Linha do tempo

1945

As atividades pedagógicas começaram em 1º de junho de 1945, com dois alunos: Beatriz e João Paulo de Arruda Filho. No final do ano já contava com um grupo de 65 crianças.

1947

O primeiro espaço do nosso Jardim foi na cobertura de madeira ao lado das piscinas e depois a “casa dos barcos” (hoje CCR). Com a retirada dos barcos esse novo espaço foi festivamente inaugurado em 1947, por Leonor Mendes de Barros, então primeira dama do Estado.

1962

Um novo espaço foi cedido à Escolinha, ao lado do lago, mais apropriado para as atividades.

1969

O sonho finalmente tornou-se realidade, nas gestões de Waldermar Salmeron e Honorino Gasparini, com a construção de uma escola moderna, dotada de instalações condizentes com a sua real importância para o atendimento à Criança Pinheirense que, sem dúvida, será sempre o alicerce da sociedade do Esporte Clube Pinheiros.

 

História narrada

Nossa filosofia

O Jardim de Infância Tia Lucy já nasceu avançado no tempo e desde o princípio tem como “protagonista” a criança. Inicialmente fomos influenciados principalmente pela Escola Nova, uma corrente pedagógica fundamentada neste pensamento, tendo a criança como  centro do processo  educacional.

Outros filósofos e educadores, como Rousseau, Decroly, Fröebel, Dewey, Montessori e Freinet, exerceram grande influência na filosofia que conduziu o nosso Jardim de Infância ao longo dos anos. Todos  defendem a autonomia das crianças, que através do brincar, da observação, de ter seus interesses e aptidões respeitados, exercendo seus direitos e os sentidos, inventando e criando, vão se desenvolvendo plenamente.

Além disso, nas últimas décadas, as influências de construtivistas como Piaget, Wallon e Vygotsky, também são inegáveis. Mostrando que o conhecimento deve ser compreendido como processo em movimento, ligado à história individual e social de cada criança.

E é guiada por estes princípios que a Escolinha sempre busca oferecer atividades variadas, que estimulem e agucem a curiosidade natural das crianças, trabalhando diversas áreas e favorecendo a interação entre elas. Seja numa atividade de culinária, onde é possível explorar questões de linguagem, matemática, higiene e saúde; ou em assuntos como cidadania e meio ambiente, procurando chamar a atenção delas para questões de preservação ambiental, reciclagem do lixo, animais em extinção e respeito à diversidade, buscamos oferecer um currículo diversificado às nossas crianças. E principalmente, garantindo-lhes o espaço do brincar.

 Construindo o futuro

Tanto zelo com as crianças tem um motivo: a infância é a fase mais importante na formação do ser humano. Dos 0 aos 6 anos, o ser humano se desenvolve mais rapidamente do que em qualquer outra época. É quando aprende atividades básicas como falar, andar e viver em grupo, competências que levará para o resto da vida. No Jardim de Infância, trabalhamos na formação do ser humano integral. Por isso, nosso primeiro princípio é o respeito à criança.

Desta forma, nossos objetivos básicos são a educação da emoção, a educação da autoestima, o desenvolvimento da solidariedade, da tolerância, da segurança, da habilidade de trabalhar perdas e frustrações. Para nossa equipe de educadoras o conhecimento não é algo acabado, mas uma construção que se refaz constantemente. O apoio e compreensão das diretorias passadas e presentes sempre  facilita o desempenho desse trabalho educativo. A escola deve ser um espaço estimulante, educativo, seguro, afetivo, com professores realmente preparados para acompanhar a criança nesse processo de descobertas.

 Quem sou eu ao comemorar os 75 anos do Jardim de Infância Tia Lucy

Em seus 75 anos de existência o Jardim de Infância Tia Lucy, influenciou a história de muitas pessoas. Sejam crianças  que ali  deram seus primeiros passos, conheceram seus primeiros amigos nas salas de aula da nossa Escolinha; ou aqueles que dedicaram sua vida a ensinar e fizeram parte dos vários processos que a Educação Infantil envolve. São muitos os motivos para comemorar estes anos de trajetória.

Vejam os depoimentos de quem tem motivos de sobra para comemorar estes 75 anos:

Veja depoimentos de quem tem motivos de sobra para comemorar estes 75 anos:

Regina Delduque

50 anos de dedicação e a continuação de um legado

Coordenação e Administração

Mais do que uma equipe, uma família

Professores Regentes

Construindo o futuro

Professores Especialistas

Dividindo conhecimento

Auxiliares de Classe

Contribuindo com o desenvolvimento

Estagiários

Os primeiros passos

Equipe de zeladoria

Oferecendo oportunidades

Ex-Alunos

Lembranças de infâncias que serão levadas pelo resto da vida

Ex-Professoras

Viver na Escolinha foi alimentar o brilho nos olhos e mergulhar nos mais sinceros sorrisos

 

Vídeos:

Aniversário, vamos comemorar!

Parabéns…

Homenagem da Rafaela e Gabriela Freitas Mota e Silva

 Soltando a voz com Trem Bala