fbpx

Judocas garantem medalhas no Grand Slam e somam pontos para Olimpíada

Em Brasília, nos dias 6, 7 e 8 de outubro foi disputado o Grand Slam de Judô. O torneio de Circuito Internacional, que perde a importância somente para o Mundial e distribuiu 1000 pontos para os campeões, 700 aos vices e 500 para os terceiros colocados no ranking para a classificação olímpica.

No primeiro dia da competição o Brasil conquistou 9 medalhas no total, 5 delas garantidas por atletas pinheirenses. Foram quatro pratas de Eric Takabatake (60kg), Larissa Pimenta (52kg), Gabriela Chibana (48kg) e da novata Ketelyn Nascimento (57kg), ao lado do bronze de Willian Lima (66kg), outro novato da equipe.

Para finalizar a competição, tivemos uma dobradinha brasileira e pinheirense no pódio com Beatriz Souza garantindo o ouro e na sequencia Maria Suelen com a prata.

Bia Souza entrou no tatame do CICB nas quartas da categoria Pesado feminina, contra Renee Lucht (GER), e venceu o confronto com um ippon. Na semifinal, duelo equilibrado contra a francesa Julia Tolofua. Beatriz soube conduzir a luta e venceu a adversária nas penalidades (shidos). Na final, duelo brasileiro contra Maria Suelen Altheman, que chegou ao duelo final vencendo a chinesa Jiang Yanan e a portuguesa Rochele Nunes por ippon. No duelo decisivo, Bia conseguiu um ippon e sagrou-se campeã de um Grand Slam pela primeira vez.

“Foi muito mais do que maravilhoso ganhar esse ouro aqui no Brasil. Estou muito feliz e vou continuar trabalhando forte porque ainda tem muito pela frente. Uma vitória sempre levanta a autoestima, fico mais confiante e vou seguir mais forte”, disse Beatriz.

 

Foto: Rafal Burza/CBJ