Boa noite meu amigo Marciano, grande companheiro neste trabalho árduo de presidir o Clube, que se colocou à disposição para me acompanhar por mais dois anos.

Boa noite aos Diretores que são um time de pinheirenses incansáveis e, principalmente, a suas famílias que os apoiam na disciplina necessária para ajudar a cuidar do Clube.

Boa noite aos Conselheiros que acreditaram e confiaram em mim em 2015 e reafirmaram seu apoio à nossa gestão no último dia 24 de abril, fazendo com que nós vencêssemos mais esse pleito.

Boa noite em especial à minha família, que me acompanha na luta do dia a dia sempre ao meu lado.

Boa noite a todos que deixaram o conforto de seus lares e de seus compromissos particulares para prestigiar o Esporte Clube Pinheiros e o início deste novo biênio em que estarei presidente do Clube.

Antes de iniciar, preciso agradecer a Deus, por estar aqui, e depois a todos os Associados, Conselheiros, Diretores, Funcionários e Colaboradores que, durante o meu mandato no biênio 2015/2017, apoiaram e entenderam que o Pinheiros necessitava antes de tudo de uma política de austeridade e de correção de alguns rumos.

Foram dois anos duros, em que obtivemos apoio incondicional da maioria das pessoas que tem visão de longo prazo e nutre grande amor à nossa casa pinheirense. Enxergamos longe e muitos enxergaram conosco o que era necessário ser feito. Como vocês acompanharam, os últimos dois anos foram de muito trabalho, desafios e muita austeridade, que resultaram em inúmeras conquistas, em todas as frentes: esportiva, social, cultural, médica, patrimonial, alimentícia, financeira e administrativa, mas ainda há muito trabalho a desenvolver.

Todo o nosso esforço e tempo dedicado foram coroados com a reeleição da Coligação Frente Ampla, grupo este que tenho a honra de representar, com meu companheiro, Marciano Araujo Netto, para a gestão do biênio 2017/2019, vencendo por maioria absoluta em turno único. Ser eleito no primeiro turno, significa uma responsabilidade dobrada. Primeiro, porque a maioria do Conselho aprovou a nossa administração e, segundo, porque o nível de exigência será igual ou maior do que o dos dois primeiros anos de gestão, que, por sinal, não foram fáceis.

Tenho certeza que um discurso de posse em um segundo mandato deve ter pouco do que já fizemos, pois para estar aqui é o resultado de um primeiro mandato. Agora, as perspectivas serão do que iremos continuar fazendo, implementando, e as mudanças que novamente iremos realizar. Nesta nossa era de superexposição, nada mais fica oculto ou consegue ser vencido por meias verdades. E foi assim que eu terminei meu primeiro mandato, cumprindo exatamente o que havia prometido, com o orgulho e a consciência tranquila de ter agido sempre única e exclusivamente em prol do Clube Pinheiros.

Uma grande preocupação minha sempre foi colocar o associado de volta ao seu lugar de destaque. Sem o associado não há razão para existirmos, sem esquecer que somos todos associados aqui, e que as decisões têm que ser tomadas para o bem da maioria, sabendo ouvir todas as vertentes e correntes de pensamento, gerando uma melhoria continua e de união para o bem comum. A recepção dos associados nas alamedas pela nossa gestão é extremamente gratificante e nos dá força para continuar nessa batalha.

Podemos rapidamente destacar a criação do Pinheiros Esclarece, a nossa participação olímpica nos Jogos Rio-2016, a entrada no clube por biometria, a realização de grandes eventos, como, por exemplo, o Brasil Open. Os jardins e as áreas verdes foram revitalizados. A Piscina Infantil também passou por uma reforma que devolveu a segurança ao local. O restaurante Germania foi reformado sem perder sua tradição e a modernização dos pontos de atendimento com a criação de novos serviços. O complexo de areias ganhou novas quadras e instalações. O nosso cinema foi atualizado para o que há de melhor e mais moderno e, ainda, houve a ampliação do monitoramento por câmeras e a nova sinalização e comunicação visual para facilitar o dia a dia do Associado.

De forma pioneira, implantamos o Programa de Bonificação que, neste ano, disponibilizará, para em torno de 16.000 associados, descontos nas atividades, na forma de resgate em bônus já no próprio Cartão Pinheiros.

Outra inovação importante, para a execução de obras de porte, foi a introdução de metodologia que prevê duas etapas de aprovação no Conselho. A primeira, para obter a autorização para a realização dos estudos e projetivos executivos, que permitirão uma estimativa mais assertiva do orçamento e prazo total para a obra, e a segunda, quando é solicitada ao Conselho a aprovação da execução.

Na nossa gestão, todas as obras foram entregues dentro dos respectivos orçamentos aprovados, sem nenhum tipo de surpresa. Com certeza, estou me esquecendo de citar outros diversos fatos que realizamos, contudo há ainda muito a ser feito.

Entendo ser imprescindível assegurar que os ajustes no modelo de gestão, que estão em curso, sejam aprofundados, visando fortalecer a solidez financeira já atingida, assim como o direcionamento estratégico da nossa Associação e também da nossa governança, com a implantação de uma política de compliance bem definida e ajustada à nossa realidade.

O envolvimento e a participação do Corpo Associativo nas atividades do Clube estão se expandindo cada vez mais. Posso citar alguns exemplos, como o processo de elaboração do Orçamento – o Orçamento Participativo –, que ganhou ainda mais força com o Programa de Voluntários e consolidou-se com a elaboração da fase 1 do Plano Diretor de Desenvolvimento, que contou com a participação de diversas linhas de pensamento que o tornaram apartidário e apolítico.

Ainda, para assegurar a continuidade deste modelo de Gestão e Governança, é necessário atualizar e evoluir com o que há de mais eficaz numa gestão moderna, transparente e responsável com os recursos dos nossos quase 39 mil associados.

É imprescindível dar continuidade à valorização dos funcionários, bem como intensificar a utilização de ferramentas e serviços online através do nosso Portal de Serviços.

Pretendo também continuar desonerando o associado por intermédio de patrocínios e uso de recursos vocacionados para o esporte de alto rendimento.

Há também uma grande preocupação da minha gestão que é a de continuar quitando o déficit de capital de giro herdado de gestões anteriores, sem que, para isso, haja necessidade do aumento da mensalidade acima da inflação.

Minha gestão foi e continuará pautada no associado em primeiro lugar e na crença de que, juntos, podemos melhorar continuamente até o que já parece estar perfeito, sem esquecer a tradição de nossos quase 118 anos de existência.

O Serviço de Atendimento ao Pinheirense (SAP) será tratado como prioridade e será reforçado como ferramenta de comunicação entre o Corpo Associativo e o Clube.

Para os nossos jovens associados, incentivaremos o aumento da quantidade de Associados nas atividades esportivas competitivas, com maior integração das ações de desenvolvimento motor, iniciação esportiva, desenvolvimento do atleta e também no alto rendimento, já seguindo as diretrizes do PDD e, ainda, com a criação de novos serviços artísticos, culturais e de lazer para crianças e adolescentes.

Outra grande preocupação é com a infraestrutura, pois o patrimônio pinheirense precisa ser constantemente mantido e melhorado. Diversas obras estruturais estão planejadas para este segundo mandato.

Iniciaremos um estudo para a criação de atividades inclusivas para associados portadores de necessidades especiais.

Investiremos no desenvolvimento de estruturas e serviços que melhor atendam ao Associado acima dos 65 anos, faixa em contínuo crescimento, baseado na melhoria de qualidade de vida e saúde, via esporte, atividades físicas, lazer, cultura e integração social.

Para continuar a cuidar com austeridade do dinheiro do associado, vou manter e ampliar o conceito de alocação correta dos gastos e das receitas. Com o controle ainda maior dos gastos, buscaremos ainda com mais afinco o equilíbrio financeiro em Bares e Restaurantes, maior controle sobre custos e prevenindo perdas e práticas incorretas. Desenvolvimento de mecanismos para compensar a relação entre associados pagantes e não pagantes, visando critérios ainda mais transparentes para o estabelecimento das contribuições sociais, taxas esportivas e de atividades culturais.

Enfim, posso dizer que, com a mesma responsabilidade com que assumi em 2015, presidirei o Pinheiros até 2019. Sem esquecer dos valores 01e compromissos de ética e gestão, para com todos os Associados do Esporte Clube Pinheiros, os quais me trouxeram até aqui.

Boa sorte para o Esporte Clube Pinheiros!

*Discurso de posse (15/5/2017)

Junho - 2017