Para garantir a segurança dos associados, foram trocados cerca de 40 mil azulejos da piscina “Prainha”do complexo aquático do Clube.

uma das piscinas mais frequentadas do Clube passou por uma grande reforma. Com projeto específico, que envolveu diversos estudos de engenharia, especialista em patologia de construção e sem interditar a Piscina Olímpica externa, foram substituídas cerca de 40 mil peças, ao longo de cinco meses de reforma.

ENTENDA O PROJETO

Era registrada, diariamente, a soltura de muitos azulejos na “Prainha”, causando lesões nos associados. Para que o problema fosse definitivamente sanado e os associados pudessem frequentar o local com segurança, a reforma foi necessária.
Os trabalhos envolveram diversas etapas de estudos de engenharia, com o propósito de resolver o problema de soltura das peças cerâmicas e garantir a segurança e conforto na piscina.

foram realizados, inicialmente, escoramento interno da parede divisória entre as piscinas, testes de arrancamento das peças cerâmicas, das características da massa de assentamento e das condições físicas da camada de regularização original, além de ensaios laboratoriais de dilatação por umidade das novas peças cerâmicas e da argamassa utilizada para o seu assentamento e para o rejunte.

foram realizadas, também uma nova camada de regularização, nova impermeabilização e substituição de todas as juntas de dilatação, com a substituição total do revestimento cerâmico. todas essas etapas, cruciais e importantes, foram necessárias para garantir o melhor resultado e em curto espaço de tempo, em que pese o elevado volume de chuvas durante o período, que exigiu o auxílio de coberturas provisórias durante uma boa parte da obra.