Durante os dias 22 a 28 de fevereiro o Esporte Clube Pinheiros recebeu em suas quadras o mais tradicional Torneio de tênis do país, O Brasil Open.

Ao longo dos sete dias de disputa da chave principal e de dois do qualifying, 17 países foram representados na competição e quase 500 mil dólares foram distribuídos em premiação aos tenistas.  A competição teve mais de 80 horas de transmissão ao vivo na TV e gerou 900 empregos.

O Brasil Open 2016 apresentou dados impressionantes, como a quantidade de bolinhas à disposição dos atletas, empregos gerados durante o torneio, toalhas utilizada pelos jogadores e bananas fornecidas aos tenistas.

Veja mais números abaixo:

- 6.048 bolas Wilson Australian Open utilizadas pela organização;

- 500 toalhas utilizadas pelos jogadores;

- 15 mil garrafas de água;

- 1260 sacos de gelo;

- 1000 garrafas de isotônicos fornecidas aos jogadores;

- 1800 refeições para jogadores e staff;

- Cerca de 900 empregos gerados diretamente e indiretamente pelo torneio;

- 4 dúzias de bananas por dia para os jogadores;

- 54 jogos (27 simples chave principal, 15 de duplas, 12 de qualifying);

- 58 jogadores no total;

- 17 países representados: França, Sérvia, Itália, Colômbia, Portugal, Espanha, Uruguai, Argentina, Brasil, Eslovênia, Japão, EUA, Áustria, Chile, Polônia, Suécia, Eslováquia;

- 46 juízes de linha e 8 árbitros de cadeira;

- 26 boleiros;

- Mais de 80 horas de transmissão entre Bandeirantes, Bandsports e SporTV 3;

- 198 jornalistas credenciados;

- 16.750 espectadores (a quadra central tem capacidade para 2.567 pessoas);

- US$ 499.055 de premiação (cerca de R$ 1.991.229,45). O campeão de simples leva US$ 77,600.

Fonte: Brasil Open

Foto: Ricardo Bufolin