Com mais de 16.000 livros, o espaço dedicado à literatura comemora meio século de existência.

002066

Como em um bom romance, a história da Biblioteca é cheia de aventura, heroísmo e emoção. Ao longo dessas cinco décadas de existência, a ser comemoradas no dia 15 de março de 2014, a sala já passou por vários desafios até se tornar o que é hoje: um verdadeiro ponto de encontro entre os pinheirenses apaixonados pela leitura.
Por volta de 41.000 associados frequentam o espaço por ano, o que resulta em uma média de 4.000 por mês. Entre os livros mais retirados dos últimos tempos estão: Cinquenta Tons de Cinza (E. L. James), O Tempo Entre Costuras (Maria Duenas) e  Inverno no Mundo V2 (Ken Follet).
Atualmente, o acervo conta com 16.054 livros, organizados segundo o Sistema de Classificação de Dewey para classificação dos assuntos, o Código de Catalogação Anglo Americano para catalogação dos livros, e a Tabela de Cutter’s Sanborn, para determinar o número de autor.

BIBLIOTECA DE HISTÓRIAS

Na década de 1960, a sede da Biblioteca do Esporte Clube Pinheiros, então localizada na Rua Dom José de Barros, ficou pequena demais para o acervo de livros e teve de mudar de endereço.
Com a inauguração do prédio da Sede Social, já na Angelina Maffei Vita, uma sala foi destinada às obras literárias.

Após a mudança, era necessário organizar os livros e o Dr. Pedro Affonso Grimaldi, médico e bibliófilo, deu início ao trabalho. Porém, faleceu antes de concluir a arrumação e, como homenagem à sua dedicação e colaboração, a Biblioteca passou a levar o seu nome. Os registros de empréstimos do antigo espaço, na Rua Dom José de Barros, porém, estavam perdidos. Foi preciso, então, começar do zero e colocar tudo nas prateleiras.

A princípio, a Biblioteca contava com 600 volumes e, entre os títulos, havia algumas relíquias: livros em alemão, impressos em gótico, remanescentes da fusão do Sport Club Germania com a Gesellschaft Germania. A Diretoria do Clube e os associados contribuíram com doações e, assim, a quantidade de livros foi aumentando, ao longo do tempo.

Logo, a Biblioteca Dr. Pedro Affonso Grimaldi passou a receber uma verba para aquisição de obras literárias, o que possibilitou a compra de novos volumes, para atualização do acervo. À
medida que os títulos se multiplicavam, aumentava também o número de empréstimos, a frequência e a inscrição de associados.