Os jogadores que chegarem à semifinal e à grande final do torneio, nos dias 4 e 5 de março, vão dividir a atenção do público com uma turma de CãoDulas muito especial: Cindy, Nanda, Pretinha, Mia, Arlete e Ovelha, cães das ONGs Projeto Segunda Chance (São Paulo, SP) e Cão Sem Dono (Itapecerica da Serra, SP).

Iniciativa de sucesso que ganhou destaque no Brasil e no mundo em 2016, está de volta, em parceria com a PremieR pet, empresa especialista em alimentos de alta qualidade para cães e gatos.

Há muito anos, a PremieR pet apoia a causa da adoção e subsidia a alimentação de milhares de cães e gatos de ONGs por todo Brasil, através do Instituto PremieR pet. “Ao levar os CãoDulas às quadras, queremos mais uma vez mostrar ao público que os cães que aguardam por um lar só necessitam de afeto, cuidado e nutrição de alta qualidade. Não importa sua origem ou idade, quando são amados e alimentados corretamente podem ser maravilhosos companheiros, brincar, aprender coisas novas e realizar grandes feitos”, afirma Madalena Spinazzola, diretora de marketing corporativo e planejamento estratégico da PremieR pet.

No Brasil Open 2016, os CãoDulas Frida, Mel, Costela e Isabelle conquistaram o público e suas imagens em quadra ganharam o mundo. Veja aqui.

 

Fotos: Ricardo Bufolin