Nesse último final de semana, 5 e 6 de novembro, o Pinheiros sediou mais um Grand Prix Interclubes, onde sagramos pela nona vez campeões da competição.

O Pinheiros foi representado pelos judocas: Tiago Camilo (-90), Leandro Guilheiro (-81), Jonas Inocencio (+90), Breno Alves (-60),  Eduardo Yudy (-81), Adriano Santos (-73), Rafael Silva (+90), Charles Chibana (-66), Vinícius Panini (-81) e Marcelo Contini (-73).

No embate das semifinais, o Pinheiros levou a melhor contra a equipe do Minas, vencendo por 4 a 1. Charles Chibana venceu Gabriel Pinheiro por ippon na primeira luta e Marcelo Contini passou por Eduardo Katsuhiro na diferença de punições, abrindo dois a zero para o Pinheiros.

A disputa da grande final com o Instituto Reação, foi acirrada até o fim, Charles Chibana no seu primeiro combate, imobilizou Gabriel Silva  até o ippon, colocando o Pinheiros em vantagem. Marcelo Contini ampliou a vantagem pinheirense, vencendo Marcos Seixas na diferença de punições. Um grande duelo, foi entre os judocas Nacif Elias e Tiago Camilo, onde o judoca do Reação levou a melhor depois de dois minutos intensos de golden score, forçando uma punição ao Tiago Camilo, o que fez reacender a equipe do Reação na disputa.

Com o empate em 2 a 2, a decisão ficou para a última luta entre os pesados David Moura e Rafael Silva “Baby”. Baby forçou duas punições a David, levou uma e garantiu o terceiro ponto, que firmou o Esporte Clube Pinheiros como campeão da competição.

Confira os resultados finais:

1º Esporte Clube Pinheiros (SP)

2º Instituto Reação (RJ)

3º Sogipa (RS)

4º Minas Tênis Clube (MG)

5º Santo André (SP)

6º Judô Queiroz (PI)

7º Vitória (BA)

8º Marques Guiness (DF)

9º Jequiá (RJ)

10º Flamengo (RJ)

11º Osasco/Yanaguimori (SP)

12º Grêmio Náutico União (RS)

Foto: Paulo Pinto/CBJ