Clássico que voa

Este mês, o Centro Pró-Memória inaugura uma exposição em homenagem a uma das provas mais clássicas do Atletismo, o Lançamento do Martelo, e a um dos atletas mais importantes do ECP, Roberto ChapChap

Os muros do Clube na Avenida Faria Lima apresentam uma sequência de fotos de Arremesso do Martelo, executado pelo pinheirense Roberto ChapChap, no Campeonato Brasileiro de 1961. Na exposição é possível observar detalhes do posicionamento do atleta na execução dessa prova.

ChapChap, benemérito do Atletismo do Clube, iniciou sua carreira em 1954, encerrando-a aos 30 anos de idade, após 13 de competições. Campeão estadual 11 vezes, brasileiro 6 vezes e sul-americano 4 vezes, a maior conquista veio nos Jogos Pan-Americanos de 1963, em São Paulo, onde encabeçou a delegação brasileira no desfile de apresentação como porta-bandeira, no estádio do Pacaembu. Na ocasião, conquistou a medalha de bronze no Lançamento do Martelo, os recordes paulista, brasileiro e sul-americano.

Sobre a técnica
→ A prova é realizada na parte central do campo de Atletismo, no espaço interior às pistas de corrida. → O lançamento acontece dentro de uma base de concreto circular de 2.135 metros de diâmetro limitada por um anel metálico. Para medir a distância percorrida pelo martelo, ele deve cair, após o lançamento, dentro de uma área marcada num ângulo de 34,92° à frente. → O atleta não pode sair do círculo antes que o martelo toque o chão após o voo e sempre pela parte traseira dele.

Sobre o martelo
→ Esfera de metal, feita de ferro ou aço, presa a um cabo de aço preso a uma manopla na outra extremidade, onde o atleta segura para o lançamento. → O conjunto esfera, cabo e manopla forma uma unidade com no máximo 1.2m de comprimento. → O masculino pesa 7,257kg e o feminino 4kg.