fbpx

Especial 120 anos: Natação

Antes mesmo da compra do terreno atual em 1920, a natação já era praticada pelos associados utilizando instalações na Ponte Grande às margens do rio Tietê. O esporte desenvolveu-se com a instalação de cochos flutuantes no rio Pinheiros em 1921, e a inauguração da piscina em 1933. Durante a década de 1930 o Germania venceu cinco vezes o campeonato paulista e destacou-se nas famosas Travessias de São Paulo a nado.

Em 1941 a equipe do Germania colocou a maioria dos nadadores na equipe brasileira, que se tornou campeã do 1º Campeonato sul-americano de natação em Viña del Mar, no Chile. José Carlos Pinto (Miúdo), Edith Groeb, Willy Otto Jordan, Lilly Richter, Hellmut von Schütz, Edith del Junco, Elsa Richter, Lieselotte Krauss, Christian von Buelau, Kan-Ichi Sato (técnico), Barthlin Grether, foram alguns dos representantes do Germania que participaram da competição.

É a modalidade que conquistou mais medalhas olímpicas. Manoel dos Santos iniciou as conquistas olímpicas do clube com uma medalha de bronze em 1960, Gustavo Borges trouxe prata em 1992 e prata e bronze em 1996. Cesar Cielo conquistou uma medalha de bronze e uma de ouro em 2008, quando também a natação paralímpica do Pinheiros foi bem representada por André Brasil Esteves que conquistou 4 medalhas de ouro e uma de prata. André Brasil conseguiu ainda mais 3 medalhas de ouro e duas de prata nas paralimpíadas de 2012 e duas de prata e duas de bronze em 2016, no Rio.