Especial 120 anos: Atletismo

O primeiro evento interno de atletismo no Germania aconteceu na forma de um pentatlo, em 08/04/1900, e se compunha de chute da bola de futebol à distância, arremesso de rocha, corrida de 80 metros, salto em distância e arremesso da bola de críquete. Ao lado dos torneios internos que tomaram regularidade mensal, há registros de excursões feitas a pé, como o passeio até a cidade de Cubatão através da Estrada Velha de Santos, empreendido em 1902.

Em 1903 chega Hermann Friese – o fenômeno futebolístico e atleta completo – que venceu a quase totalidade das provas de atletismo da época. Em maio de 1907, nos Juegos Olímpicos lnternacionales em Montevidéu, Friese foi o único representante brasileiro, inscrevendo-se em várias provas, obtendo dois primeiros lugares e um segundo. O Germania, o Paulistano e o Tietê se reuniram para fundar a Federação Paulista de Atletismo. Em 1926, o Germania inaugurou sua primeira pista de atletismo. A participação feminina na modalidade tem sua estreia em 06/07/1930 quando a pista do S.C. Germania abre espaço para a 1ª Competição Atlética Feminina de que se tem notícia no Brasil. Somente em 08/02/1931 acontece a 1ª Competição Oficial Feminina de Atletismo sendo ambos os torneios disputados entre o Sport Club Germania e o Deutscher Wassersport Verein.

Na década de 1970, João Carlos de Oliveira, o João do Pulo, foi atleta do Pinheiros batendo o recorde mundial de salto triplo, além de medalha de ouro no Pan de Porto Rico e conquistar medalha de bronze nas Olimpíadas de Montreal. Ícaro de Castro Melo foi o responsável pela primeira participação do atletismo do clube em Jogos Olímpicos em 1936. Em 1948, duas mulheres representam o clube: Elisabeth Clara Mueller e Lucila Pini. João Carlos de Oliveira, o João do Pulo, conquistou a única medalha olímpica pinheirense da modalidade, um bronze no salto triplo em 1976, orientado pelo técnico, também pinheirense, Pedro Henrique Camargo de Toledo.