fbpx

Diário de Viagem – Março 2018: Itália

Experiência Gastronômica
Por Luís Augusto W. Porto

Orvieto, Cidade da Idade Média na Umbria

 

Montepulciano Val D’ Orcia, Toscana               

“Com o tempo cheguei à conclusão de que um bom viajante não tem planos fixos e, uma vez que o mundo virtual nos permite cuidar dos detalhes no sofá de casa, a ideia de realizar uma viagem em grupo, dessas de roteiros e horários para tudo, me assustava um pouco. Em 2017, decidi que meu destino seria a Itália – com a missão de incluir aulas culinárias no roteiro. O que não contava era que, ao contrário de tudo em que acredito, me vi realizando uma viagem em grupo onde tudo estava – em tese – predeterminado: desde os locais de hospedagem até a refeição que teríamos. E foi sensacional.

Sob o comando dos chefs Claudia Pantarelli e Franco Maria Sala um roteiro de delícias, com flexibilização para tornar a experiência única e inesquecível. A viagem começou com o encontro na estação de Orvieto. A partir desse momento não tivemos mais que pensar em que caminho pegar, onde estacionar veículo, o que comer, o que visitar. Tudo de um modo positivo e, no que era possível, com a nossa escolha.

O roteiro incluía aulas de culinária, visita a cidades da região da Umbria e Toscana, caça a trufas, visita a produtores rurais, degustação de vinhos, realizado com extremo profissionalismo. Mas foi muito mais do que isso: a sensação era de que estávamos visitando a família na Itália, dessas muito acolhedoras e que há muito tempo nos aguardava. Partindo de uma ótima, estratégica e bem equipada Villa, todos os dias explorávamos pequenas
cidades dos arredores. Em cada cidade, Giorggio, nosso motorista/ guia/preparador físico/entertainer, apontava detalhes pitorescos e particularidades que só quem nasceu e viveu na região é capaz de contar.
Cada pequena cidade era sorvida sem pressa, com toda a liberdade e com uma experiência gastronômica diferente: fosse num piquenique no campo – degustando queijos premiados, fosse num restaurante daqueles cuja reserva deve ser feita com meses de antecedência, ou mesmo em um café às margens do lago.

E os vinhos. Ah! Os vinhos… não houve refeição sem que uma boa taça de vinho se fizesse presente. Ou algumas. As aulas culinárias do chef Franco foram um capítulo à parte: ingredientes frescos, colhidos na horta, receitas típicas e que qualquer pessoa era capaz de realizar: incluindo a minha pessoa! A degustação de vinhos, acompanhada de belíssima aula da sommelier Claudia foi um dos pontos altos da viagem”.

Montepulciano Val D’Orcia, Toscana